Anuncio Grande

Anuncio Grande
Seu Produto no Di Motoca

Ultimas Postagens

Matérias

Veja Também

Humor

Comportamento

Dicas

Dicas

6 de jun de 2014

Entrevista - Fernando Aranha, do MC "100 pressa" de Blumenau-SC

Fala Pessoal, beleza? Pra tirar as nossas dúvidas, hoje temos a entrevista com o Fernando Aranha, do motoclube "100 Pressa " de Blumenau-SC e administrador do grupo "Eu Amo Meu Colete" no Facebook, que já conta com mais de 3mil membros (link). Nessa entrevista, nós perguntamos sobre os Motoclubes, confira abaixo!



1-     Muita gente acha que Motoclubes são um monte de gente em roupa de couro andando junto e tomando cerveja. Fernando, explica pra gente que está de fora: O que é um Motoclube?

Moto Clube são grupos de pessoas constituídos e regidos por um estatuto, onde há regras que determinam as posições hierárquicas dos membros, a cobrança de mensalidade para manutenção e demais necessidades, o respeito, o direito e a relação de camaradagem com os componentes, assim como a socialização com as demais irmandades e etc. Um Moto Clube é composto por amigos que se tornam uma família. No Brasil, Moto Clube existe desde o final dos anos 1920. Porem da década de 1990 pra cá, é que se tornou mais comum esta expressão, onde com advento da fácil aquisição de motos “nasceram” muitos MCs, cada um com a sua história. Na verdade alguns usam vestimentas em couro, acompanhado de um colete que para muitos de nós assim como eu, chama-o de segunda pele. Após a sua admissão ao clube/grupo, passará por um período de adaptação e aprendizagem para só então, se aceito, se tornar um full patch, ou seja, colete fechado. É uma conquista, onde terá o direito de ostentar com respeito, as cores, e o brasão do seu MC.     

2-     Fora as atividades de passeio e lazer, o que mais faz um MC? Há atividades beneficentes?

Alguns MCs se reúnem semanalmente, outros uma vez por mês para se confraternizar na própria sede do clube ou um local pré-definido tanto comercial quanto em uma residência de um componente. Um moto Clube não se restringe a somente passeios de moto. Não obstante, a filantropia é comum em muitos, pois promovem arrecadação de donativos, como alimentos e agasalhos, Papai Noel motociclista, organizam eventos onde destinam uma quantia da arrecadação a uma entidade assistencial, dentre tantas outras atividades.       

3-     Como é normalmente o processo de aceitação de um novo membro num MC? Como foi que você foi Coletado?

Ai você tocou num ponto forte, pois hoje em dia a entrada de novas pessoas num MC depende muito de qual será o Moto Clube. Há aqueles que são convidados e os se convidam para fazer parte. Entretanto, o que se tem que atentar é quem está interessado, se já tem uma história no motociclismo, já rodou um dia sendo coletado, se é a primeira vez numa moto e se realmente quer ser e nunca ter, se é que me entende. O que não se pode aceitar é deixar o moto clubismo virar desordem, banalizar, onde qualquer um, sem o devido preparo, da noite para o dia se intitula motociclista. Existe Moto Clube só para homens, porem no mundo globalizado e com a mulher em busca da liberdade sobre duas rodas, muitas delas deixaram de serem garupas e passaram a criar seu próprio MC e, em alguns casos só mulher participa. Inclusive aqui em SC existe anualmente um moto passeio exclusivo para elas, onde homem não entra.
Eu tive o meu colete fechado, após passar por um bom período de adaptação, conheci bem os integrantes do MC, participei de muitos eventos, das reuniões semanais do grupo e o mais importante; aceitei e fui aceito pelos diretores e pelo presidente fundador, o qual é o meu padrinho de MC.   

4-     Há necessidade de ter um tipo de moto específica pra fazer parte de um MC?

Não se tem como via de regra isso, mas alguns adotam a partir de certa cilindrada pra quem quer fazer parte do MC. Pode-se rodar com uma moto de baixa cilindrada pelo mundo todo. O problema é quando se participa de um grupo de motociclistas onde a maioria delas é de média e/ou grande cilindrada, aí fica difícil acompanhar, tornando o comboio mais lento. Tudo é uma questão de prazer, hoje a facilidade para se adquirir uma moto de maior porte e potencia esta a disposição daqueles que sonham em ser como muitos de nós, motociclistas. Toda via o mais importante é sem dúvidas, ter o espírito motociclístico.         

5-     Você pode contar pra gente algum caso curioso ou engraçado que tenha à ver com um Motoclube?
Um caso atípico e engraçado ocorreu em 2009 quando fomos viajar, e numa das paradas em um posto de combustível, abastecemos as motos, tomamos um café, alguns foram para o banheiro e na hora de sair, todos novamente se equiparam, pegamos as motos e saímos. Rodamos uns 3 quilômetros quando um colega notou a ausência da “garupapatroa” de um de nós, ele buzinou, paramos no acostamento. Resumo, a esposa tinha ficado no posto, estava no WC quando saímos e nem ele nem nós notamos que ela não estava presente. Imagina o soco no rim que ele levou depois quando saímos novamente....rsrs.  

Obrigado Aranha! E nos vemos por aí "Di Motoca!"
Traduzido Por: Mais Template - Designed By