Anuncio Grande

Anuncio Grande
Seu Produto no Di Motoca

Ultimas Postagens

Matérias

Veja Também

Humor

Comportamento

Dicas

Dicas

25 de jun de 2014

Famosos Di Motoca - Mateus Carrieri


Esta semana a equipe do Di Motoca foi gentilmente recebida pelo ator Mateus Carrieri. Apaixonado por motos desde criança, começou com uma TT 125, comprada logo com o primeiro salário como ator e não parou mais. Hoje entre uma apresentação, um ensaio e uma gravação, na vida corrida da profissão, pilota essa HD Heritage altamente customizada, linda de morrer (veja mais detalhes técnicos dela abaixo). Segue a entrevista!

Di Motoca: Mateus, fala como começou sua paixão por motos, com que idade você começou a pilotar?
Mateus Carrieri: Desde criança sempre tive o sonho de ter motocicleta, mas meus pais nunca deixaram. Eu tinha essa vontade. Assistia Mad Max, ficava louco, mas não tinha jeito, em casa era maior jogo duro. Aí fui morar no Rio (de Janeiro), com 17 anos fazer minha primeira novela, na Globo, tinha um salário legal, morava sozinho, não deu outra: comprei minha primeira moto, uma TT 125
(essa não é a moto do Mateus, só pra ilustrar!)

Eu não sabia andar de moto. Aprendi a andar naquela TTzinha. Aí, seis meses depois comprei uma DT 180. Depois, quando fiz 18 anos tirei a carta e não parei mais. Fui subindo de cinlindrada e a paixão crescendo, aquela coisa de espírito de liberdade, ir para qualquer canto, não ter aquela coisa claustrofóbica do carro. 

DM: Então você usa a moto no dia-a-dia?
MC: Uso. Vou trabalhar de moto, vou para o teatro, estúdio, fazer minhas coisas, tudo de moto. Pego o carro raramente quando vou sair com as crianças e a família.

DM: E o que é a moto para você hoje? Não é só seu meio de transporte?
MC: Além de ser meio de transporte, como eu gosto de customizar, de mexer nas características da moto, virou uma higiene mental, um hobby. É o que me relaxa, procurar novidades, ver o que estão fazendo nas motos, o que eu posso fazer na minha moto

DM: Você já interpretou algum personagem motocilista?
MC: Já, já sim. Na novela "Os Imigrantes" eu andava de Lambretta, era ambientada nos anos 50, no SBT, em "Jogo do Amor" eu usava uma CB-400.

DM: Vc faz parte de algum motoclube?
MC: Não. Eu não viajo muito por causa do teatro, estou emendando uma peça na outra. Adoraria, mas relamente não dá. Eu conheço a galera de moto clube, do Rogue, da Harley, mas não consigo ir nos passeios por causa do teatro.

DM: E por falar em teatro, fala um pouco do seu projeto atual.
MC: Estou no teatro do SESC com a peça "Nossa Cidade" de Thorton Wilder, sob a direção de Antunes Filho, peça que ganhou o prêmio Shell de direção. (Nosso editor Claudio "Coscobeu" foi assistir a peça e adorou! Recomendadíssima!)

Mateus Carrieri falou também das modificações que fez na sua Heritage:

"A moto é uma Heritage 2008, comprei zero, com 500km eu já fiz a customização. Está com 18 mil km agora. Troquei comando e varetas, coloquei Andrews, coloquei um Thundermax, que é um módulo de injeção bem moderno, então ela ficou com um torque mais forte. As ponteiras, escapamentos, riders, são todas peças exclusivas, feitas em latão no torno, não tem duas iguais. É uma moto bem nova, com mecânica impecável e muito exclusiva!"





Curtiu a moto? Já se imaginou montado nessa moto? A boa notícia é que ela pode ser sua! Mateus Carrieri quer investir e customizar uma Café Racer agora e colocou essa jóia à venda! Entre em contato conosco para saber mais detalhes!

Para ir ao teatro, ao cinema ou até mesmo para correr para casa e não perder o último capítulo da novela, vamos sempre Di Motoca!









Traduzido Por: Mais Template - Designed By